Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Oficial Combatente Temporário
Início do conteúdo da página

Estágio de Instrução e de Preparação de Oficiais Temporários (EIPOT)

 

São para os formandos à Aspirante-a-Oficial da Reserva de 2ª classe (R/2) nos Centros de Preparação de Oficiais da Reserva-CPOR e nos Núcleos de Preparação de Oficiais da Reserva-NPOR destinando-se ao preenchimento de vagas em Organizações Militares (OM), em cargos relacionados com as áreas de formação, como Armas de Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações, do Serviço de Intendência e do Quadro de Material Bélico e que não foram ocupados por militares de carreira.

Caso seja interesse do Aspirante-a-Oficial da R/2, continuar no Exército como Oficial Temporário, poderá ser selecionado para realizar o Estágio de Instrução e de Preparação de Oficiais Temporários (EIPOT). A seleção fica condicionada ao aproveitamento do Aspirante R/2 no Curso sua formação, no seu Estágio de Instrução Complementar (EIC) e ao nº de vagas existentes, de acordo com a Arma, Serviço ou Quadro. Seu objetivo é o aperfeiçoamento das capacidades de chefia e liderança do Aspirante R/2, para que o mesmo seja habilitado como Oficial Temporário, sua duração tem a média de 3 meses e meio, ao término do estagiário irá escolher, de acordo com sua classificação, a Organização Militar na qual realizará o EIC.

Condições para a inscrição e convocação

  • Ser voluntário;
  • Ser considerado “apto” no EIPOT;
  • Ter menos de 24 anos em 31 Dez no ano da inscrição;
  • obter conceito suficiente (“S”) em teste de aptidão física (TAF);
  • ser considerado “apto para o serviço do Exército” em inspeção de saúde específica para o estágio;
  • Haver concluído ou estar frequentando curso superior universitário reconhecido pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC); e
  • Possuir menos de 06 (seis) anos de serviço público ou em autarquias referentes à data da convocação.

 

 Estágio de Instrução Complementar (EIC)

 

O EIC é realizado em uma Organização Militar (OM) do Exército, seguindo o critério de escolha, de acordo com a classificação do Aspirante no CFOR e a existência de vagas. Durante o EIC, o Aspirante-a-Oficial R/2 poderá ser promovido ao posto de 2º Tenente e, posteriormente, ao posto de 1º Tenente e terá todos os direitos e deveres de um Oficial do Exército Brasileiro, enquanto estiver convocado para o serviço ativo. Para realizar o EIC o Aspirante deverá obrigatóriamente já ter realizado o EIPOT.

Fim do conteúdo da página